DestaqueLifestyle

Anunciado medicamento eficaz contra Covid. É barato e está no mercado

Um grupo de investigadores da Universidade de Oxford publicou esta terça-feira um trabalho científico que mostra as primeira evidências de que a dexametasona, um esteróide com um baixo custo, reduz a probabilidade de morte dos pacientes hospitalizados com Covid-19.

De acordo com a BBC, o medicamento, que já existe no mercado, é anunciado pela Universidade de Oxford como um grande avanço no combate à pandemia do novo coronavírus.

A dexametasona, de acordo com os investigadores, reduz o risco de morte para os doentes que estão ligados a ventiladores em um terço e em um quinto para os pacientes que estão apenas a receber oxigénio.

O estudo, que está incluído num grande ensaio mundial para avaliar os efeitos de tratamentos para outras patologias no novo coronavírus, designou aleatoriamente 2.104 pacientes para receberem o medicamento e os comparou com 4.321 pacientes que receberam apenas os cuidados usuais, adiantaram.

Segundo a mesma informação, o medicamento foi administrado por via oral ou intravenosa e, após 28 dias, reduziu as mortes em 35% nos doentes que precisavam de tratamento com aparelhos respiratórios e em 20% naqueles que precisavam apenas de oxigénio suplementar. Não pareceu ajudar pacientes menos doentes.

Continua Após A Propaganda.

O ministro da Saúde, Matt Hancock, anunciou esta terça-feira que o medicamento começará a ser usado no tratamento do novo coronavírus, depois de terem sido conhecidos os resultados do estudo. O governante explicou, ainda, que o país tem “acumulado stocks” de dexametasona desde março, estando agora na posse de cerca de 200 mil doses, que “estão prontas para serem administradas”. “Estamos a trabalhar com a NHS [sistema nacional de saúde] para que o tratamento padrão para a Covid-19 inclua a dexametasona a partir desta tarde”, disse.

WATCH: Delighted to announce the first successful clinical trial for a life-saving #coronavirus treatment- reducing mortality by up to a third & further protecting our NHSThis global first exemplifies the power of science- huge thanks to the team, @oxforduni & Jonathan Van-Tam pic.twitter.com/654oPIsT8t

— Matt Hancock (@MattHancock) June 16, 2020

Os especialistas britânicos envolvidos na investigação indicam que se o medicamento tivesse sido usado para tratar os doentes no Reino Unido desde o início da pandemia, poderiam ter sido salvas até cinco mil vidas. Por ser barato, também pode ser uma ajuda enorme em países mais pobres, com números muito altos de doentes de Covid-19, garantem.

Martin Landray, professor de Medicina e Epidemiologia na Universidade de Oxford, indicou à BBC que cada tratamento com dexametasona custa cinco libras, ou seja, menos de seis euros.

“Este é um resultado extremamente bem-vindo”, disse o líder do estudo, Peter Horby, da Universidade de Oxford, em comunicado, sublinhando que “o benefício de sobrevivência é claro e grande naqueles pacientes que estão doentes o suficiente para necessitar de tratamento com oxigénio e que, portanto, a dexametasona deve agora tornar-se padrão de atendimento nesses pacientes”.

Continua Após A Propaganda.

Horby destacou que “a dexametasona é barata e pode ser usada imediatamente para salvar vidas em todo o mundo”.

“Embora a droga só ajude em casos graves, muitas vidas serão salvas globalmente”, disse Nick Cammack, da Wellcome, uma instituição de caridade britânica que apoia a pesquisa científica.

Fonte

Comentários

Publicidade

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo