Lifestyle

Brasil registra dia mais mortífero até o momento em que surgem casos de coronavírus

O Brasil registrou seu dia mais mortal ainda com o coronavírus,  com 881 mortes confirmadas em 24 horas e casos confirmados que excedem os da  Alemanha, enquanto o presidente Jair Bolsonaro lutava contra os Estados por sua pressão para aliviar as restrições de bloqueio. 

O Ministério da Saúde do Brasil confirmou pelo menos 12.400 mortes pelo vírus na terça-feira, enquanto o número de casos atingiu 177.589, passando pelos 170.508 casos da Alemanha e chegando perto da França, que registrou 178.225 casos confirmados e prováveis.

A Europa começa a suspender os bloqueios à medida que o número de mortos na região diminui, mas o surto ainda está se acelerando no Brasil, onde Bolsonaro minimizou os riscos da doença e criticou as ordens de isolamento dos governos estaduais.

Bolsonaro nesta semana intensificou sua disputa com os governadores estaduais, com um decreto classificando empresas como academias e salões de beleza como serviços “essenciais”, tornando-os isentos de bloqueios.

O presidente de direita argumentou que o dano econômico causado pelo fechamento de negócios é pior que a doença.

Continua Após A Propaganda.

“Governadores que não concordam com o decreto podem entrar com ações judiciais”, escreveu Bolsonaro nas mídias sociais. Mais tarde, ele ameaçou tomar sua própria ação legal contra eles, caso não cumprissem.

Pelo menos 10 governadores disseram que não seguiriam o decreto.

“Bolsonaro está caminhando em direção ao precipício e quer levar todos nós com ele”, disse o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, no Twitter.

‘Gripe pequena’

Bolsonaro, que chamou o vírus de “pequena gripe”, insistiu por mais de um mês que os governadores estão alimentando carnificina econômica com recomendações voluntárias de quarentena e instou os brasileiros a seguir suas vidas diárias.

A popularidade de Bolsonaro sofreu desde o início da crise, mostram as pesquisas. A desaprovação do presidente subiu para mais de 55% em uma pesquisa divulgada na terça-feira, ante 47% em janeiro.

Uma investigação autorizada pelo Supremo Tribunal Federal sobre os supostos esforços de Bolsonaro para se intrometer nas investigações policiais também corroeu seu apoio e desviou a atenção da resposta pandêmica do país.

Continua Após A Propaganda.

Bolsonaro venceu as eleições em 2018 com o compromisso de limpar a política e fazer amplas reformas favoráveis ​​ao mercado para restaurar o crescimento econômico após uma profunda recessão – planos inviabilizados pela pandemia.

Fontes disseram à agência de notícias Reuters que o governo logo reduziria suas perspectivas econômicas para 2020, prevendo uma queda de mais de 4% no produto interno bruto, após uma previsão anterior de crescimento estável.

O Brasil passou na Alemanha em casos confirmados, mesmo com os testes ficando muito atrás de ambos.

Na segunda-feira, o Brasil havia processado quase 338.000 novos testes de coronavírus em três meses em laboratórios oficiais, disse o Ministério da Saúde. Outros 145.000 testes estavam em análise ou em espera.

Por outro lado, os laboratórios certificados da Alemanha testaram mais de 330.000 amostras somente na semana passada e têm capacidade para testar cerca de 838.000 amostras por semana.

A França também investiu em testes para aumentar a capacidade para aproximadamente 700.000 testes por semana.

Um modelo de mortalidade por coronavírus do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME) da Universidade de Washington prevê mais de 88.000 mortes por coronavírus no Brasil até agosto.

Fonte

Comentários

Publicidade
Botão Voltar ao topo