Destaque

CORONAVÍRUS: MOÇAMBICANA NA CHINA ABANDONA ESTUDO POR TEMER MORTE PELA DOENÇA

Coronavírus força estudantes moçambicanos na China a abandonar o país e juntarem-se as famílias em Maputo. Os números assustadores de mortes diárias pela doença são apontados como a principal causa do abandono.

Dados actuais da comissão nacional de saúde da China indicam que até esta segunda-feira, mais de 900 pessoas morreram naquele país asiático devido ao coronavírus.

Assustada com as mortes diárias, uma estudante moçambicana na China que não quis ser identificada e está de quarentena em sua residência, chegou ao país no último sábado vindo da China por temer fazer parte das estatísticas.

O regresso à casa não foi apenas motivado pelo surto, mas também pela alegada falta de comunicação com as autoridades moçambicanas na China.

Como forma de garantir a sua segurança e dos demais, a estudante diz estar a cumprir com as recomendações.

Continua Após A Propaganda.

A nossa entrevistada vive na China há cerca de dois anos e estuda Ciência e tecnologia de computação, numa cidade próxima ao epicentro do Coronavírus, Wuhan.

Fonte

Comentários

Publicidade
Botão Voltar ao topo